Resultado

Evolução do estudo

Resultados detalhados

Publicações

 

No âmbito de um estudo alargado sobre ciências alimentares, verificou-se a eficácia do consumo do concentrado de sementes de feno-grego e micronutrientes na queda e crescimento de cabelo. Utilizada exteriormente, a semente de feno-grego é apreciada há muitos séculos pelas suas propriedades benéficas no crescimento de cabelo. Hoje em dia, a semente de feno-grego é altamente eficaz quando utilizada como suplemento alimentar. O produto alvo do estudo, cápsulas capilares de feno-grego + micronutrientes, contém um concentrado de sementes de feno-grego, enriquecido com micronutrientes. Deles fazem parte as vitaminas do grupo B, como B1, B2, B6, nicotinamida, pantotenato de cálcio D, biotina e ácido fólico, vitamina C e E, bem como os oligolementos zinco, cobre, selénio e iodo.

O estudo foi realizado pelo instituto de Hamburgo "proDERM", reconhecido internacionalmente, em conformidade com as normas Good Clinical Practices sob a direcção de "BioTeSys", um instituto de bioquímica e ciências alimentares da Universidade de Hohenheim com sede em Esslingen. O estudo da Arcon International foi iniciado em Singen.

 

O resultado do estudo confirma que o consumo de um suplemento alimentar com semente de feno-grego enriquecido com micronutrientes possui um efeito claramente positivo na queda de cabelo. Nos voluntários tratados, houve uma melhoria significativa no crescimento e na espessura do cabelo.

 Para cima

 

Participaram no estudo um total de 60 voluntários com idades compreendidas entre os 30 e os 67 anos. Deles fizeram parte 30 mulheres e homens com queda de cabelo ligeira e média. As mulheres eram claramente mais novas do que os homens (48,5 +/- 11 anos e 54,4 +/- 11 anos). Para o estudo os voluntários formaram um grupo representativo.

O estudo foi realizado sob rigorosas condições oficializadas - aleatoriedade, duplamente cego e controlo por placebo. Para determinar exactamente a eficácia do produto alvo do estudo, um terço dos participantes consumiu um placebo durante o período total do tratamento. Determinou-se assim que efeitos se devem realmente ao concentrado enriquecido de sementes de feno-grego e quais se devem meramente a efeitos psicológicos. O placebo e o produto não foram diferenciados nem para os participantes voluntários nem para os dermatologistas credenciados ("duplamente cego"): O placebo foi revestido com um aroma de semente de feno-grego. Utilizou-se o princípio da aleatoriedade para decidir quem tomava o placebo e quem tomava o suplemento alimentar.

O estudo durou cerca de seis meses. Durante este período, não só as pessoas testadas, como também os participantes no grupo de controlo tomaram diariamente duas cápsulas do preparado ou placebo. Através de uma análise com imagem (fototricograma), o estado da queda/crescimento de cabelo foi verificado todos os 2 meses. No final do estudo realizou-se um inquérito abrangente aos voluntários. O objectivo era obter a avaliação pessoal dos participantes, não só em relação às alterações no seu cabelo, como também à saúde das suas unhas, ao seu bem-estar geral e à compatibilidade da combinação de substâncias.

 Para cima

 

Em comparação com o placebo, o efeito do concentrado de sementes de feno-grego foi significativamente maior em múltiplos aspectos:

  • As avaliações à análise da imagem indicaram que o seu consumo provoca um aumento significativo da espessura do cabelo.

  • 82,9% dos voluntários comprovaram que, após o consumo, melhoraram o volume e a espessura do cabelo.

  • 74,3 por cento deles declararam que a resistência do seu cabelo aumentou.

  • Mesmo no âmbito da modelagem do cabelo, no caso das mulheres, a espessura, o crescimento no cimo da cabeça e, no caso dos homens, a espessura nas linhas frontais do couro cabeludo, ficou comprovado que o concentrado é significativamente melhor do que o placebo..

  • O consumo do suplemento alimentar também influi positivamente nas unhas e na pele. Em comparação com o placebo, melhora sobretudo a robustez das unhas.

  • Cerca de um terço dos voluntários recomendariam-no e continuariam a tomá-lo.

 Para cima

 

O estudo foi publicado nas seguintes revistas técnicas:

"Symposium Medical", edição de 08/2006 ISSN 0943-9250
"Kosmetische Medizin", 27º do ano Caderno 4, 2006 ISSN 1430-4031

 Para cima